O SIMBOLISMO DAS ÁRVORES






 Muitas vezes, simbolicamente, o processo de individuação se apresenta no processo de crescimento, sobretudo no crescimento de árvores. As árvores parecem ser muito apropriadas como objeto de projeção para o processo de individuação do ser humano. Como o ser humano se posta ereto no mundo, também as árvores assim se postam no espaço: elas deitam mais raízes do que nós, mas nós também nos recordamos das raízes; elas devem erguer-se até as alturas, crescer até sua morte; uma vez tendo se erguido nas alturas, elas têm de ficar de pé, resistir, conservar-se firme, como nós também fazemos. Na sua coroa elas se desenvolvem, produzem frutos, tornam-se fecundas, se dispersam pelo mundo. Sua coroa é igualmente um teto, é uma cobertura e proteção, oferecendo guarita aos pássaros. A árvore está ligada a terra, com a profundidade, com a água; a árvore está ligado com o céu. Assim como a árvore, nós seres humanos estamos postados entre o elevado e o baixo.


Verena Kast: “ O caminho para si mesmo”
Psicóloga suiça, Analista Junguiana e desde abril de 2014 é presidente da C.G. Instituto Jung, Zurique, Küsnacht





You Might Also Like

0 comentários