Vida e obra de Marie-Louise von Franz



Todos os dias a chuva cai sobre justos e injustos, mas molha mais os justos porque os injustos lhes roubam os guarda-chuvas.
Marie-Louise von Franz


Fonte: https://www.marie-louisevonfranz.com

Tradução: Doriane Trevas Demuth



© Stiftung für Jung'sche Psychologie
 www.stiftung-jungsche-psychologie.ch



    Sua vida e trabalho foram moldados por sua experiência do que Jung chamou de "psique objetiva", ou "inconsciente coletivo", e por sua análise crítica dessa psique autônoma que age como um contraponto ao ego consciente de cada um. Sua análise dos sonhos do mártir cristão Saint Perpetua (falecido em 203) revela como a evolução do cristianismo, a transição da antiguidade para o cristianismo , foi representada nas almas de certas pessoas que foram afetadas por ela. Seus trabalhos mais importantes lidam com a compensação da unilateralidade do cristianismo através do inconsciente coletivo, bem como com a expansão da imagem de Deus cristã, como refletido no simbolismo do vaso da lenda do Santo Graal e da figura de Merlin, nas visões de Niklaus von Flüe e na alquimia. Alguns de seus trabalhos lidam com problemas de psicologia prática. Em uma biografia “interna” magistral, ela coloca a vida e o trabalho de Jung dentro do contexto dos problemas que ameaçam nossa idade. Em um de seus trabalhos inovadores baseados no conceito de sincronicidade de Jung, von Franz aplica uma abordagem arquetípica aos números naturais para alcançar uma melhor compreensão do aspecto unificado do ser (do unus mundus) que está por trás das manifestações da psique. Em outros de seus trabalhos, ela discute o problema das projeções e o que está por trás de sua realidade psíquica. Sua pesquisa se estende do estudo de daimons na antiguidade e na Idade Média cristã até a realidade do mal em nosso mundo hoje.

    De 1938 a 1948, von Franz trabalhou nas interpretações apresentadas nos volumes de “ Symbolik des Märchens ” (Berna 1952-57). Seus trabalhos posteriores, fundamentados na realidade e orientados para a prática analítica, foram, na maior parte, edições revisadas de suas palestras. Vários trabalhos aprofundam o problema do mal e a transformação que ocorreu na nossa abordagem ao arquétipo do feminino. Suas numerosas interpretações psicológicas de contos de fadas são importantes. Estes são baseados na opinião de Jung de que, como um produto espontâneo e ingênuo da alma, um conto de fadas não é capaz de expressar outra coisa senão o que a alma realmente é. Seu livro "A Interpretação dos Contos de Fadas" fornece uma boa visão dessas considerações teóricas. Em sua opinião, os contos de fadas são a expressão mais pura e simples dos processos coletivos e inconscientes da psique.

 Marie-Louise von Franz, 1915 - 1998

    Marie-Louise von Franz obteve seu doutorado em filologia na Universidade de Zurique. De 1934 em diante, ela trabalhou em estreita colaboração com CG Jung até sua morte em 1961, particularmente em conexão com seus estudos em alquimia. Ela expandiu seu trabalho posterior Mysterium Coniunctionis com uma interpretação de Aurora Consurgens , um texto cristão-alquímico atribuído a Tomás de Aquino. Por muitos anos ela foi professora e analista de treinamento no Instituto CG Jung em Zurique. Em 1974, juntamente com alguns amigos, ela fundou a Stiftung pele Jung'sche Psicologia Küsnacht ZH (Fundação para a Psicologia Junguiana Küsnacht ZH). Além disso, foi Presidente Honorária do Centro de Pesquisa e Treinamento em Psicologia Profunda, de acordo com CG Jung e Marie-Louise von Franz, em Zurique.

    Até à data, as suas publicações que incluem interpretações psicológicas de contos de fadas e sonhos, bem como textos sobre alquimia, o Santo Graal medieval, as visões de Niklaus von Flüe , o puer Aeternus , sua pesquisa sobre sincronicidade e sua magistral biografia “interna” sobre o significado de CG Jung em nosso tempo, foram traduzidos para 23 idiomas. Muitas de suas obras estão em português. Entre suas publicações, estão:

  • ·       Imaginação ativa alquímica;
  • ·       Alquimia: Uma Introdução ao Simbolismo e à Psicologia;
  • ·       Animus e Anima em contos de fadas;
  • ·       Dimensões Arquetípicas da Psique;
  • ·       Padrões arquetípicos em contos de fadas;
  • ·       Aurora Consurgens: Um Documento Atribuído a Tomás de Aquino sobre o Problema dos Opostos na Alquimia. Inner City Books, Toronto, 2000;
  • ·       C. G. Jung: seu mito em nosso tempo;
  • ·       Mitos de criação;
  • ·       Sonhos Shambhala, Boston, 1991;
  • ·       Feminino em contos de fadas;
  • ·       Individuação em contos de fadas;
  • ·       Interpretação de contos de fadas. Spring Publications, Dallas, 8th Printing, 1987;
  • ·       Luz da Escuridão: As Pinturas de Peter Birkhäuser, 1980;
  • ·       Número e tempo, 1974;
  • ·       Em Adivinhação e Sincronicidade:…;
  • ·       Os sonhos e a morte: Uma Interpretação Junguiana;
  • ·       Projeção e Recolha na Psicologia Junguiana: Reflexões da Alma;
  • ·       Psique e Matéria, Shambhala, Boston, 1992;
  • ·       Significado psicológico do motivo da redenção nos contos de fadas;
  • ·       Puer Aeternus: um estudo psicológico da luta dos adultos com o paraíso da infância;
  • ·       O gato: um conto de redenção feminina;
  • ·       O burro de ouro de Apuleio: a libertação do feminino no homem;
  • ·       A Interpretação dos Contos de Fadas;
  • ·       A Paixão de Perpétua: Uma Interpretação Psicológica de Suas Visões. Inner City Books, Toronto, 2004;
  • ·       O problema do Puer Aeternus;
  • ·       A sombra e o mal nos contos de fadas;
  • ·       O caminho do sonho;
  • ·       O Caminho do Sonho DVD;
  • ·       Psicoterapia;
  • ·       A Tipologia de Jung.




Marie-Louise von Franz, Barbara Hannah e C.G.Jung



Biografia em ordem cronológica:


1915 4 de janeiro:

Marie-Louise von Franz nasceu em Munique filha do barão Erwin Gottfried von Franz (1876-1944) e Margret Susanne, Schoen (1883-1962). Seu pai era austríaco, a mãe alemã de nascimento.

1919
A família se muda para Rheineck, no cantão de St. Gallen , na Suíça.

1921-1928
Escola primária em Rheineck.

1928-1933
Freies Gymnasium em Zurique.

1931
A família muda-se para Dolderstrasse 107, Zurique, onde o pai comprou uma villa.

1933
Durante o verão, ela conhece CG Jung em Bollingen . Ela tem dezoito anos.

No outono, ela começa seus estudos na Universidade de Zurique, onde se especializa em filologia clássica, latina e grega e em literatura e história antiga.

1933-1935
Ela assiste às palestras de CG Jung sobre psicologia moderna, sobre conceitos psicológicos básicos e seu seminário psicológico na ETH ( Eidgenössische Technische Hochschule , ou Instituto Federal Suíço de Tecnologia) em Zurique.

1934
Ela começa a análise com CG Jung.
1935
Ela lança seu trabalho sobre o simbolismo dos contos de fadas ( Symbolik des Märchens ) que ela deveria continuar por nove anos.

1936
A ETH de Zurique lhe concede uma bolsa de estudos da SFr. 500,00 para pesquisa histórica simbólica. O Prof. CG Jung patrocina este projeto.

1936-1937
Ela participa do seminário psicológico de CG Jung e de suas palestras sobre o experimento de associação e sobre psicologia moderna.

1937
Ela participa pela primeira vez na Conferência Eranos , em Ascona , na Suíça.

1938-1939
Ela assiste às palestras de CG Jung sobre a introdução à psicologia do inconsciente e seu seminário psicológico.

1939
Ela recebe cidadania suíça e se torna cidadã de Zurique.

1940
Ela recebe seu Ph. D. em filosofia clássica magna cum laude; título da tese: "Die ästhetische Anschauung der Iliasscholien "(" As opiniões estéticas na Iliad Scholia "). O Prof. Dr. Ernst Howald , seu orientador de tese, escreve:„ Summa diligentia et magna sagacitate conscripta ”.

1941
Ela se torna um membro associado do Clube Psicológico de Zurique. Marie-Louise von Franz fez a maioria de suas palestras no Clube Psicológico de Zurique e no Instituto CG Jung em Küsnacht , Zurique.

ca. 1942 Depois de uma discussão com CG Jung, ela começa a ver seus primeiros analisandos.

1944
Ela se torna membro do Clube Psicológico de Zurique e serve há vários anos como bibliotecária. O próprio CG Jung foi por muitos anos membro do comitê da biblioteca.

1944
O pai dela morre em Zurique. Um ano depois, sua mãe vende sua casa e muda-se para um apartamento, e Marie-Louise von Franz aluga um pequeno quarto em Zurique.

1946
Ela se muda para um pequeno apartamento em Küsnacht (Cantão de Zurique) junto com Barbara Hannah.

1951
Palestras em La Chaux -de-Fonds, Suíça.

1953
Viagem aos Estados Unidos da América, permanecendo por três meses e também ministrando palestras.

1955-1956
Viagem ao Egito e Grécia.

1956
Ela se torna analista de treinamento no Instituto CG Jung.

1958
Ela constrói sua torre em Bollingen junto com Barbara Hannah.

1961
6 de julho: CG Jung morre.

1962
Sua mãe morre em Zurique.

1963
Viagem para a Escócia com Barbara Hannah.

1965
Ela se muda com Barbara Hannah para Lindenbergstrasse 15 em Küsnacht.

1968
Ela participa da segunda Bailey Island Conference realizada em homenagem ao octogésimo aniversário da dra. Esther Harding e apresenta seu trabalho "Jogos de Números do Universo", mais tarde publicado sob o título "Símbolos do Unus Mundus".

Ela ministra palestras nos Estados Unidos.

1970
Quatro semanas de viagem com a Sra. Ariane Rump para Bangkok (Tailândia), Ankor Wat e Phnom Penh (Camboja), Tóquio, Nikko, Hakone, Nara e Kyoto (Japão), Toba e Bali (Indonésia), Hong Kong britânico (China ) e Singapura.

1971-1981
Ela realiza palestras em: Bremen, Elmau e Herrenalb , Baden-Baden (Alemanha), Montreal (Canadá), Panarion (EUA), Lindau e Graz (Áustria), Roma (Itália), Paris (França).

1974, 26 de abril
Ela funda junto com quatro amigos a Fundação para a Psicologia Junguiana em Küsnacht CH.

www.stiftung-jungsche-psychologie.ch

1984
Ela faz uma viagem de duas semanas a Florença, na Itália.
Ela dá palestras nos Estados Unidos e, na ETH, ministra a palestra "Experiência Arquetípica Cercando a Morte".

1985
Pela última vez ela assiste à Conferência Eranos em Ascona . Ela entrega a palestra: "Nike and the Waters of the Styx".

Deste ponto em diante, ela começa a levar uma vida mais introvertida em sua casa em Küsnacht e recua cada vez mais frequentemente para sua torre em Bollingen , onde ela passa até cinco meses por ano. Ela continua a ver amigos e analisandos de todo o mundo e dedica-se ao seu trabalho criativo, concentrando-se especialmente na alquimia árabe.

1986
Ela realiza palestras em Garmisch-Partenkirchen, Alemanha, em um congresso que trata do problema espaço-tempo: "Alguns aspectos históricos da hipótese de sincronicidade de CG Jung". Os participantes da conferência incluem Carl Friedrich von Weizsäcker , Sua Santidade O Dalai Lama, Joseph Needham, Raimon Pannikar e Chungliang Al Huang.

4 de setembro:
Barbara Hannah morre.

25 de novembro:
Ela dá sua última palestra pública: "A Reabilitação da Função do Sentimento de CG Jung em nossa Civilização Contemporânea" em Küsnacht.

1990 até a morte dela
Ela escreve um postum manuscrito que foi publicado: Muhammad Ibn Umail Salão Ar-Rumuz / Compensação de Enigmas: Introdução Histórica e Comentário Psicológico. 

1994
Marie-Louise von Franz é o espírito orientador do recém-fundado “Centro de Pesquisa e Treinamento em Psicologia Profunda, de acordo com CG Jung e Marie-Louise von Franz”, Zurique, e é  Presidente Honorária.

1998 17 de fevereiro:
Marie-Louise von Franz morre aos 83 anos em sua casa em Küsnacht.


Ser terapeuta é, antes que profissão, principalmente uma exigência interior, uma paixão pela alma humana, um modo de viver a sua criatividade, pois a prática da análise é uma arte, a arte de criar almas.



M.L von Franz




You Might Also Like

0 comentários