Uma vida além do ego


“ (...) creio  que  um  espírito  que  esteja  de  acordo  com nossos mais altos ideais, encontra seus limites na própria vida. Por certo, ele é necessário à vida, porque, como sabemos muito bem, a pura vida do eu é sumamente inadequada e insatisfatória. Só uma vida vivida dentro de um determinado espírito é digna de ser vivida. É um fato estranho que uma vida vivida apenas pelo  ego  em  geral  é  uma  vida  sombria,  não    para a  pessoa  em  si,  como  para aquelas que a cercam. A plenitude de vida exige muito mais do que apenas um eu; ela tem necessidade de um espírito, isto é, de um complexo independente e superior, porque é manifestamente o único que se acha em condições de dar uma expressão vital a todas aquelas virtua-lidades psíquicas que estão fora do alcance da consciência do eu.”


C.G.JUNG. A Natureza da Psique. §645


You Might Also Like

0 comentários