As Imagens que brotam do Inconsciente



( Psicologia Analítica e a Arteterapia)


"A pintura de quadros pelo próprio paciente produz efeitos incontestáveis, embora esses efeitos sejam difíceis de descrever. Basta, por exemplo, que um paciente perceba que, por diversas vezes, o fato de pintar um quadro o liberta de um estado psíquico deplorável, para que ele lance mão desse recurso cada vez que seu estado piora. O valor dessa descoberta é inestimável, pois é o primeiro passo para a independência, a passagem para o estado psicológico adulto. (...) Numa série interminável de quadros, o paciente esforça-se por representar, exaustivamente, o que sente mobilizado dentro de si, para descobrir, finalmente, que é o eterno desconhecido, o eternamente outro, o fundo mais fundo da nossa alma."



C.G.JUNG: “ A Prática da Psicoterapia” § 106
Foto: Quadro pintado por Adelina Gomes, Museu de Imagens do Inconsciente.

You Might Also Like

0 comentários