Ao Encontro da Sombra






     Ao doce e amargo encontro com meu mundo secreto e sombrio. Que alívio saber e sentir que a plena luz de pura bondade não é e não mais será a minha cruz.


Na meia-idade, defrontei-me com meus demônios. Muitas coisas que eu  considerava  bênçãos tornaram-se  maldições.  A  larga  estrada estreitou-se, a luz escureceu. E nas trevas a santa em mim,
tão bem cuidada e tratada, encontrou a pecadora. (...) Mas o lado escuro aparece sob muitos disfarces. Meu confronto com ele, na meia-idade, foi chocante e devastador, uma terrível desilusão.
Antigas e íntimas amizades pareciam se debilitar e romper, privadas da vitalidade e da  elasticidade. Meus  pontos  fortes  começaram  a  se fazer  sentir  como  fraquezas,  obstruindo  o  crescimento em  vez  de promovê-lo.  Ao  mesmo  tempo,  insuspeitadas  aptidões  adormecidas despertaram e vieram à superfície, destruindo a autoimagem com a qual eu havia me acostumado.

Ao Encontro da Sombra: O potencial oculto do lado escuro da natureza humana
Connie Zweig e Jeremiah Abrams (Orgs.)


Algo  que  ocultávamos  nos  enfraquecia,  até  percebermos  que  esse algo éramos nós mesmos.
Robert Frost



You Might Also Like

0 comentários