Desenvolvimento da Personalidade


Curso online Psicologia Junguiana


    A totalização  do ser configura-se com a integração do mundo interior desse sujeito. O seu interior não está mais fragmentado, ele se expande, tomando posse de uma riqueza infinita. As diversas faces das polaridades como: sofrimento e prazer, masculino e feminino, luz e escuridão são vivências que tocam a consciência de forma intensa e plena. Quando isso ocorre, o indivíduo percebe que ele mesmo é um reflexo desses opostos. Jung enfatiza: 


"O mundo no qual nós penetramos pelo nascimento é brutal, cruel e , ao mesmo tempo, de uma beleza divina".


    Assim, com a totalização, que não significa algo estático e sim um processo contínuo, surge um indivíduo mais integrado com o Si- mesmo, com o Self. Este agora é o centro da personalidade e não mais o ego. E para isso, é de suma importância o diálogo entre o consciente e o inconsciente, mesmo que esse encontro seja um tanto quanto amargo, porém necessário para o desenvolvimento da personalidade. Diante disto, percebo que é exatemente naquilo que rejeito que me deparo com minha face!



    "O reconhecimento da própria sombra, a dissolução de complexos, liquidação de projeções, assimilação de aspectos parciais do psiquismo, a descida ao fundo dos abismos, em suma o confronto entre consciente e inconsciente, produz um alargamento do mundo interior do qual resulta que o centro da nova personalidade, construída durante todo esse longo labor, não mais coincida com o ego. O centro da personalidade estabelece-se agora no self, e a força energética que este irradia englobará todo o sistema psíquico. A conseqüência será a totalização do ser, sua esferificação (abrundung). ”  (Silveira, Nise da. Jung- vida e obra)


You Might Also Like

0 comentários