A força necessária para mudar o mundo- Reflexão Junguiana





    Depois de romper com Freud em 1913, Jung realizou anos de autoexperimentação com uma técnica de devaneio, que ele chamou de Imaginação Ativa. Em sua belíssima obra: "Livro Vermelho", ele escreveu suas visões e pintou mandalas como representações plásticas da estruturação de sua psique.


    Jung foi fortemente criticado, isso certamente graças não apenas às suas idéias revolucionárias, mas também a sua personalidade incomum para a época, seu estilo de escrita associativa e sua terminologia um tanto confusa para muitos.


    Mas hoje o que dizer dessa forma brilhante de compreender as facetas da psique humana? No meu entender,  as contribuições da Psicologia de Carl G. Jung tem a força necessária para mudar o mundo, assim como mudou e muda constantemente a minha alma.




“As pessoas vão fazer qualquer coisa, não importa o quão absurdo, para evitar olharem para suas próprias almas.” ( C.G.JUNG)





You Might Also Like

0 comentários