Processo de Individuação 1



    O ponto central da Psicologia Junguiana é o processo de desenvolvimento que Jung nomeou de Processo de Individuação, uma tendência que  todo ser humano tem ao longo da sua existência. Processo este em que o sujeito se reconhece como ser único e diferenciado.

“ (...) Individuação significa tornar-se um ser único, na medida em que por "individualidade" entendermos nossa singularidade mais íntima, última e  incomparável,  significando também que nos tornamos o nosso próprio si-mesmo. Podemos pois traduzir "individuação" como "tornar-se si-mesmo" (Verselbstung) ou "o realizar-se do si-mesmo"   (Selbstverwirklichung).



                ( C. G. Jung:  “O Eu e o Inconsciente”  § 266)
 

      É um caminho em direcão à expansão da consciência, onde partes do inconsciente entram em contato com o Ego. Um diálogo mais harmonioso entre o Ego ( “eu”) e o Self ( Si-mesmo) é essencial para que o indivíduo tenha um encontro com sua totalidade.




" Uma personalidade assim sadia é sinônimo de um eixo Ego-Self normal e fornece uma garantia de que a relação compensatória entre consciente e inconsciente, que em certos distúrbios graves fica seriamente prejudicada, continuará funcionando em certa medida".

( E.Neumann, p.54).

    De acordo com alguns pós-junguianos, o eixo ego-Self seria justamente a relação de complementaridade e menos conflitante entre o Ego e o Self, possibilitando assim uma integração de vários Arquétipos do Inconsciente como Anima, Animus, Sombra, Persona e entre outros. Isso oferece à psique uma composição mais integrada, coerente e criativa.


      
    O conceito de Individuação, também chamado de autodesenvolvimento, é um processo complexo que se movimenta de forma espiral. Questões, que foram vividas com mais impacto, podem resurgir com outra intensidade, dependendo do grau de expansão da consciência do sujeito. Ou seja, não se trata de algo fixo e estático.

    Experienciando a Individuação, o indivíduo reencontra a sua essência, se senti mais integrado e percebe uma vida dotada de mais sentido. Justamente a falta deste sentido pode se configurar em vários transtornos como a Depressão, o grande vázio interno que nada o preenche. O desbloqueio do eixo Ego-Self, segundo a Psicologia Analítica, nada mais é que o resgate da alma, um olhar mais profundo e direto para o Si-mesmo.


Referência Bibliográfica:

  C.G.Jung. O Eu e o Inconsciente. Petrópoles: Vozes, 21° ed, 2008

  Neumann, E. A Criança. São Paulo: Cultrix; 1993


O artigo em vídeo:







You Might Also Like

0 comentários